Rafael Sanzio Araujo dos Anjos, PhD

Quilombos: Geografia Africana – Cartografia Étnica – Territórios Tradicionais

 

 

 

                                                      2009

                                                      Autor: Prof. Rafael Sanzio Araújo dos Anjos

                                                      Editora: Mapas & Consultoria Ltda.

                                                      Acabamento: Capa Dura

                                                      Dimensões: 28 x 37 cm

                                                      Páginas: 200

                                                      ISBN: 85-87763-11-3

                                                      Cód. CIGA 14.000-A

                                                      Preço Capa: R$100,00

 

 

 

 

A terra, o território e a territorialidade assumem grande importância dentro da temática da pluralidade cultural brasileira no seu processo de ensino, planejamento e gestão. Tratar da diversidade cultural do Brasil num contexto geográfico, cartográfico e fotográfico, visando reconhecer, valorizar e superar a discriminação aqui existente é ter uma atuação sobre um dos mecanismos estruturais da exclusão social. São várias as questões estruturais relacionadas à cultura africana, à população afro-brasileira e aos territórios tradicionais no país que continuam merecendo investigação, conhecimento e intervenção. Dois pontos configuram-se como emergenciais. O primeiro deles está relacionado à desmistificação do continente africano, sobretudo nos seus aspectos geográficos e em suas relações com a formação do território brasileiro. O segundo, se refere a exclusão secular das matrizes africanas do sistema oficial brasileiro, particularmente, dos quilombos. O livro esta estruturado em três Partes básicas. Na primeira, são feitas referências a alguns elementos historiografia da África, principalmente aspectos dos grandes tipos de ambientes; a espacialidade dos principais impérios e aspectos territoriais da diáspora africana. É feita uma representação preliminar da etnografia africana no Brasil, dos registros dos quilombos antigos e dos ciclos econômicos coloniais. A distribuição geográfica dos quilombos contemporâneos, assim como, as suas questões fundamentais, estão apontadas na segunda Parte da obra. A última Parte do livro está destinado ao mapeamento dos registros municipais das comunidades quilombolas por unidade política, organizadas em folhas articuladas que cobre todo o país, com o nome da comunidade e o município do estado correspondente. Com este trabalho, buscamos contribuir para a ampliação da visibilidade junto a sociedade civil; nas ações consequentes do setor decisório e na inserção do continente africano na educação brasileira.

 

 

 

ERRATA