Rafael Sanzio Araujo dos Anjos, PhD

O Brasil Africano I

 

                                                         2010

                                                         Direção e Roteiro: Prof. Rafael Sanzio dos Anjos

                                                         Produção Executiva: CIGA-UnB

                                                         Pesquisa e Narração: Prof. Rafael Sanzio dos Anjos

                                                         Montagem e Edição: Igor Franco, Dennys Texeira e João Schiran

                                                         Legendas: Inglês / Françês / Espanhol / Português

                                                         Cor: Preto + Branco & Colorido

                                                         Duração: 35 minutos

                                                         Gênero: Documentário

                                                         Classificação: Livre

                                                         Cód. CIGA: 1.000

                                                         Preço: R$ 30,00

 

 

 

Uma das questões estruturais relacionada à cultura africana no Brasil que continua merecendo investigação e conhecimento, está relacionada aos aspectos historiográficos e geográficos da África e suas relações com o país. O vídeo-documentário auxilia na ampliação das informações e do conhecimento sobre os aspectos geográficos da diáspora africana e seu rebatimento na formação do território e da população brasileira ao longo dos quase quatro séculos de sistema escravista vigente, particularmente, dos espaços dos quilombos. Utilizamos, como ferramenta básica, os recursos das imagens cartográficas e fotográficas, pelas suas possibilidades de ser eficiente no conhecimento e na apreensão de conteúdos historiográficos e atuais. O vídeo tem três partes articuladas. Na Parte inicial os aspectos fundamentais da geografia e da historiografia africana, sobretudo as referências espaciais da dinâmica do tráfico dos povos africanos para a América. A seguir, abordamos, espacialmente, os ciclos econômicos coloniais e imperiais no Brasil, os territórios de resistências dos antigos quilombos e, finalmente, tratamos da expressão da distribuição da população afro-brasileira contemporânea  e o contexto territorial das comunidades tradicionais quilombolas no sistema dominante. Possível de utilização nos diferentes níveis de ensino, esta é uma ferramenta fundamental para o processo educacional do Brasil no século XXI.